Notícia Destaque

Projeto TMA-SP Neo é tema de encontro da comunidade aeronáutica no CRCEA-SE

Projetos bem-sucedidos, em especial os de grande impacto e relevância, são fruto de muito estudo e extenso planejamento.


publicado: 09/06/2021 16:01

 




A multidisciplinaridade da equipe aumenta o espectro do escopo e permite, além da troca de experiências, a tomada colaborativa de decisões.

Um exemplo deste tipo de empreendimento é o Projeto TMA-SP Neo, cuja complexidade e alcance foram mais uma vez atestados numa reunião realizada na manhã do dia 8 de junho, nas dependências do Centro Regional de Controle do Espaço Aéreo Sudeste (CRCEA-SE), em São Paulo.

Além do Diretor-Geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), Tenente-Brigadeiro do Ar João Tadeu Fiorentini, o evento contou com as presenças do Comandante-Geral de Apoio (COMGAP), Major-Brigadeiro do Ar Pedro Luís Farcic; do Comandante do Quarto Comando Aéreo Regional (IV COMAR), Major-Brigadeiro do ar Paulo Roberto de Barros Chã; e demais autoridades e representantes do Instituto de Cartografia Aeronáutica (ICA), do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), bem como da Secretaria de Aviação Civil (SAC), da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO), do GRU Airport (Aeroporto Internacional de São Paulo), da Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG), da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) e das companhias aéreas Gol, LATAM e Azul.

Abrindo as apresentações, o Chefe do Subdepartamento de Operações (SDOP) do DECEA, Brigadeiro do Ar Eduardo Miguel Soares, destacou a importância do trabalho realizado por todos, em cada etapa do processo iniciado ainda em 2017. Frisou, também, as participações das autoridades que estiveram à frente do projeto até então, como o Major-Brigadeiro do Ar Luís Ricardo de Souza Nascimento, o Brigadeiro do Ar Ary Rodrigues Bertolino e o Brigadeiro do Ar Fernando César da Costa e Silva Braga, grandes líderes e motivadores.

“Toda esta reestruturação já vem sendo estudada e debatida há anos. Desde 2017 já atentávamos para as demandas e o crescimento contínuo do fluxo de tráfego desta porção do espaço aéreo”, comentou o Chefe do SDOP.

“Tivemos um trabalho conjunto muito grande com todos os senhores e as senhoras aqui presentes, realizamos muitas tomadas de decisão colaborativa para chegarmos a este ponto. É um motivo de orgulho muito grande vermos um projeto deste se realizando. Uma modificação na estrutura do espaço aéreo da na circulação da Terminal de São Paulo não é fácil”, concluiu o Brigadeiro Miguel.

Para apresentar o CRCEA-SE, a palavra foi passada ao seu Comandante, o Coronel Aviador Chrystian Alex Scherk Cicaccio, que apresentou dados estatísticos, que comprovaram o destaque que a Terminal São Paulo tem  para a aviação nacional e para o cenário aeronáutico mundial.

O Comandante do CRCEA-SE abordou, ainda, a Torre de Controle Remota sediada em Santa Cruz, no Rio de Janeiro, e realçou a troca contínua que o DECEA tem com as empresas aéreas, em especial com os pilotos – usuários diretos dos serviços prestados.

Dando sequência às apresentações, o Gerente do Projeto, Major Aviador Sergio Luiz Marques Malecka, expôs aos presentes os objetivos, as características e os benefícios trazidos pela reestruturação da Terminal de São Paulo.

Segundo o Major Malecka, as estimativas de crescimento da demanda na Terminal apontadas pela SAC e pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) foram a grande motivação para a elaboração deste complexo Projeto. Destacou, também, a participação intensa das empresas e associações da comunidade aeronáutica em todo o processo, que tem por meta aumentar a capacidade do espaço aéreo na Terminal de São Paulo, reduzir esperas e atrasos, bem como otimizar as coordenações entre pilotos e controladores de tráfego aéreo.

Foi apresentado, ainda, o novo conceito que está sendo aplicado pela primeira vez no Brasil: o Point Merge, explicado pelo Major Malecka, a seguir: “Trata-se de um método para facilitar o sequenciamento das aeronaves que chegam, especialmente nos momentos de alta demanda. A aplicação desse novo método consiste em utilizar dois arcos, sendo um maior e outro menor, para receber os maiores fluxos e, a partir destes, realizar o sequenciamento entre eles. O objetivo é absorver uma parte do excesso de tráfegos que chegam, minimizando a necessidade de realização de esperas".

Encerrando as apresentações, foi dedicado um tempo para debates com os presentes. Por fim, o Diretor-Geral do DECEA agradeceu ao público e aproveitou o debate para destacar os benefícios que o Projeto traz para o meio ambiente, como a redução da emissão de gás carbônico e de ruídos, bem como a diminuição do consumo de combustível.

Como última atividade do encontro, os presentes visitaram o Controle de Aproximação de São Paulo (APP-SP), onde tiveram a oportunidade de ver como os controladores operam com o Point Merge.

Confira, no vídeo abaixo, a avaliação do Tenente-Brigadeiro do Ar Fiorentini sobre o Projeto TMA-SP Neo.

 

Assessoria de Comunicação Social (ASCOM DECEA)

Reportagem: Telma Penteado (RJ 22794 JP)

Fotos: Luiz Eduardo Perez

Vídeo e Edição: Marcelo Alves


Assunto(s): Sirius DECEA CRCEA-SE