Notícias

Área de Aeródromos do DECEA realiza capacitação para servidores públicos, pilotos privados e administradores aeroportuários

Os alunos puderam compreender a estrutura estabelecida pela Força Aérea Brasileira para garantir a segurança e a regularidade das operações aéreas nos aeródromos do Brasil por meio das Zonas de Proteção


publicado: 13/01/2023 12:57

 




A Área de Aeródromos (AGA) do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) concluiu, no último dia 9/12, a segunda turma do curso AGA006. O objetivo foi conscientizar os participantes para o atendimento das normas referentes à elaboração de Planos de Zona de Proteção de Aeródromos.

A capacitação, realizada no Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA), em São José dos Campos (SP), foi elaborada para atender ao público externo e tratou das Instruções do Comando da Aeronáutica (ICA) 11-408, ICA 11-3 e ICA 63-19. Participaram do curso servidores públicos municipais e estaduais, administradores aeroportuários, membros de consultorias aeronáuticas, funcionários da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), pilotos privados, engenheiros civis e de agrimensura, entre outros.

Os alunos puderam compreender a estrutura estabelecida pela Força Aérea Brasileira (FAB) para garantir a segurança e a regularidade das operações aéreas nos seus aeródromos, por meio das Zonas de Proteção. Também aprenderam a produzir os planos de zona de proteção dentro dos parâmetros estabelecidos na normativa do COMAER e praticaram a operação das ferramentas disponíveis no SysAGA, simulando o envio de um processo de aeródromo para aprovação da Aeronáutica.

O fim do curso foi marcado por um ciclo de palestras, que contou com a participação de alunos da primeira turma do AGA006, também formada em 2022. Os ex-alunos puderam contribuir com o networking estabelecido pelos participantes.

“O COMAER tem o interesse em realizar uma aproximação com os usuários e envolvidos nos processos AGA, como forma de evoluir as atividades de controle de obstáculos no entorno dos aeródromos do Brasil e, por isso, convocou os alunos a contribuir com o DECEA na disseminação dos conhecimentos recebidos nesta capacitação”, destacou o Capitão Tiago Marques, instrutor do curso.

Os Planos de Zona de Proteção são constituídos por um conjunto de superfícies destinadas a disciplinar a ocupação do solo no entorno dos aeroportos. Este é o principal instrumento utilizado pelo DECEA para cumprir com suas atribuições do processo de controle de obstáculos.

Assessoria de Comunicação Social do DECEA

Texto: Cap Tiago Marques

Edição: 2T Fernanda Pereira

Fotos: Cap Tiago Marques